11
Mai 09
 
Em 2002 surge na televisão brasileira uma série que viria a ser adorada e vista por milhões de pessoas, durante as quatro temporadas que foi exibida. Esta série seguia as aventuras e desventuras de dois pequenos amigos, Acerola e Laranjinha, enquanto estes cresciam nas conturbadas favelas do Rio de Janeiro. Cidade dos Homens é muitas vezes comparada com Cidade de Deus e com razão, pois foram os realizadores deste filme (Fernado Meirelles e Kátia Lund) que criaram a série. Mas apesar de muitos dos elementos presentes no filme (principalmente a nível visual) estarem também presentes na série, esta é menos violenta, com muitos momentos cómicos e mais focada na amizade entres os seus protagonistas.
 
Cidade do Homens, o filme, é a continuação da história de Acerola e Laranjinha e foca-se numa altura em que estes estão próximos da maioridade. Infelizmente, este filme não é mais que um episódio maior e mais violento da série. É bom termos a oportunidade de ver novamente estas personagens que tantos e tão bons momentos nos ofereceram no pequeno ecrã, mas fica a sensação que falta algum encerramento na história. Desta feita, os jovens amigos irão desentender-se e passar por situações complicadas nas favelas que não farão mais que faze-los ver o quanto necessitam um do outro.
 
Mas, verdade seja dita, mesmo sem uma história que nos surpreenda pela originalidade, este é um filme interessante e intenso, que nos prende à acção que se vai desenrolando. Para quem hesite em ver o filme por nunca ter visto a série, fique descansado pois, apesar de ser a continuação desta, este é um episódio isolado e portanto não necessita de qualquer visionamento prévio.

publicado por Luís Costa às 16:09

pesquisar neste blog
 
arquivos
tags

todas as tags

mais sobre mim