30
Nov 09
Rogue (2007)

 

Rogue foi o filme que abriu o Motelx desde ano. Chegou até nós com dois anos de atraso, talvez por não ser o mais comercial dos filmes e portanto não ter grande apelo às distribuidoras portuguesas. É por estas razões que é importante existirem festivais deste tipo, sem eles existiriam certos filmes que nunca ouviríamos sequer falar. Mas falando do filme em si, Rogue conta-nos a história de um grupo de turistas que fica em apuros depois de o seu barco ser afundado por um crocodilo uns quantos “números” acima do normal. A história não é nova, foi contada em inúmeros filmes, mas é contada de uma forma que nos entretém e nos mantém sempre agarrados à cadeira. É ainda importante constatar a bela fotografia do filme, que parece ser uma marca do seu realizador - Greg Mclean - que já em Wolf Creek captou um conjunto de imagens do outback australiano que eram de encher o olho.
 
Los abrazos rotos (2009)

  

Este não é dos melhores filmes para começar a descobrir a obra de Almodóvar. Não por ser mau (também não é dos melhores) mas por ser atípico na sua obra. Existem alguns elementos comuns na sua filmografia que estão presentes nesta obra, mas ao ver este filme só me lembrava de Hitchcock e de film-noir. O som, as personagens, a complexa teia narrativa, são elementos que me remetem para tal. Mas o filme acaba e nós chegamos à conclusão que não tivemos o melhor nem de Almodóvar, nem da possível homenagem que o realizador tentou fazer a este estilo de cinema.
 
District 9 (1972)

 

Desde que começou a publicidade viral deste filme que fiquei expectante. Quem me conhece, ou costuma ler alguma coisa do que escrevo, sabe que adoro ficção-científica (no cinema e na literatura). O projecto pareceu-me interessante, principalmente pela ideia de misturar um género documental com um filme com características de blockbuster. Não fiquei nada decepcionado. Adorei o filme. Pela força com que a história se move, pelos efeitos, pelos extraterrestres, pela alegoria usada e pela excelente personagem principal (e consequentemente pelo actor que a desempenha). Achei o filme original e quem me dera que todos os anos houvesse um blockbuster destes.

 

PS: É triste mas é verdade. Apenas vi três filmes em Setembro. Deve ser o mínimo da década (não digo da minha vida pois seria exagero). Mas esperem pelos filmes de Outubro para verem outro record batido. Time is Relentless! :)
publicado por Luís Costa às 17:57

comentário:
Já eu, não penso da mesma forma. Los Abrazos Rotos é um excelente filme e só não é um dos melhores para começar a conhecer Almodóvar, porque tem inúmeras auto-citações que de outra forma não seriam compreendidas. O tom classicista, film noir e clássico thriller apenas confirmam a excelente história, repleta de boas personagens e uma interpretação fantástica de Penélope Cruz.

Quanto a District 9 é um bom filme, um dos mais surpreendentes de 2009, mas que peca pelas diferenças de ritmo!
Tiago Ramos a 1 de Dezembro de 2009 às 02:24

pesquisar neste blog
 
arquivos
tags

todas as tags

mais sobre mim