06
Out 10

Desta vez ele está perto dela, fala com ela.

Ela recebe-o sem surpresa.

Estão sem memórias, sem planos.

O Tempo gira simplesmente em torno deles.

Tendo apenas consciencia do sabor do momento que estão a viver e das marcas nas paredes.

Mais tarde, estão num jardim.

publicado por Luís Costa às 22:39

comentário:
Que obra-prima!
djamb a 8 de Outubro de 2010 às 11:24

pesquisar neste blog
 
arquivos
tags

todas as tags

mais sobre mim