12
Mai 07

                             

Nos anos seguintes, Valenti e a MPAA esforçaram-se por desenvolver um sistema de classificação dos filmes mais eficaz. Apareceram novas categorias e outras sofreram alterações:

 

- O M deixou de ser utilizado e foi alterado para PG nos anos 70;

- O PG-13 foi criado, como resultado do protesto das pessoas em relação a dois filmes de 1984 (Indiana Jones And The Temple Of Doom e Gremlins), que se encontravam algures entre o PG (adequado para adolescentes e para crianças acompanhadas por um adulto) e o R (Pessoas com menos de 17 anos não podem ver o filme, excepto se estiverem acompanhados por um adulto);

- O X deixou de ser utilizado e foi alterado para NC-17 em 1990;

 

Hoje em dia, o sistema de classificação utilizado é o seguinte:

 

G (General Audiences) → O filme em causa pode ser visto por toda a gente

PG (Parental Guidance Suggested) → Parte do conteúdo do filme não é adequado para crianças, sendo recomendada a presença de um adulto

PG-13 (Parents Strongly Cautioned) → Parte do conteúdo do filme não é adequado para crianças com menos de 13 anos, sendo recomendada a presença de um adulto

R (Restricted) → Pessoas com menos de 17 anos não podem ver o filme, excepto se estiverem acompanhados por um adulto

NC-17 → Ninguém com a idade de 17 ou menos pode ver o filme

publicado por funktastic-love às 23:36
editado por Luís Costa em 13/05/2007 às 00:23

comentário:
Muito interessante este teu artigo...
Não conhecia as origens do sistema de classificação, por isso foi extremamente interessante ler, ;)´

Abraço!
RJ/KritiCinema a 13 de Maio de 2007 às 11:26

pesquisar neste blog
 
arquivos
tags

todas as tags

mais sobre mim