14
Jun 07

A adaptação de videojogos ao cinema nem sempre tem tido o sucesso desejado. É verdade que muita gente espera ansiosamente que adaptem o seu jogo favorito ao cinema, mas até hoje este tipo de adaptação nunca foi realmente bem sucedida. Realizadores como Uwe Boll e Paul W.S. Anderson têm sucessivamente pegado em grandes jogos e os transformado em filmes bastante medíocres.

O universo dos videojogos é vastíssimo e certamente iremos ter muitas mais adaptações de videojogos ao grande ecrã. Como pessoa optimista que sou, fico sempre com esperanças relativamente a alguns projectos que vão sendo anunciados. Mas existem outros que não têm nada que enganar, se tiver o nome Uwe Boll associado muito provavelmente será um fiasco.

 

Aqui estão alguns dos filmes “Based on Video Game” que irão ver a luz do dia num futuro próximo:


 Hitman (2007)

Este é um daqueles que promete. O jogo é um clássico. Joguei-o há alguns anos e sempre foi dos meus preferidos. Conta-nos a história de um assassino profissional, agente 47, que devido às suas mortíferas capacidades é um dos mais prolíferos elementos a desempenhar a sua função.

Muito se falou do actor que melhor personalizaria o agente 47 (Vin diesel foi bastante falado) e acabou por se escolher Timothy Olyphant ("Deadwood" e Live Free or Die Hard). Vi “Deadwood” e gostei bastante do seu desempenho. Acho que não será pelo actor que o filme não será bom.

 


 


 

Postal (2007)

Uwe Boll. Está tudo dito.

O jogo foi um dos mais controversos de sempre, devido à sua excessiva e gratuita violência. O objectivo principal era matar o maior número possível de NPCs (non-player character) para passar de nível. O jogo foi processado pelos correios dos EUA, e foi proibido em vários países.

Só mesmo Uwe Boll para pegar num jogo destes, em que não havia história nem o mínimo desenvolvimento de personagens. Certamente será mais um grande fracasso.

publicado por Luís Costa às 23:40

pesquisar neste blog
 
arquivos
tags

todas as tags

mais sobre mim