07
Ago 08

Giù la testa, ou Duck You Sucker, ou A Fistfull of Dynamite, ou ainda Once Upon a Time... The Revolution (ufff!) é um dos filmes da excelente obra de Sergio Leone (um dos meus realizadores preferidos). Há bastante tempo que andava para ver este filme mas por uma razão ou outra fui sempre adiando. Fiz mal adiar tanto tempo pois o filme é bom, não tão bom como O Bom, o Mau e o Vilão ou Aconteceu no Oeste, mas pronto, não se pode exigir que todos os filmes sejam obras-primas.

 

Ao longo de duas horas e trinta minutos Leone conta-nos a história de dois homens que se encontram em circunstâncias, no mínimo, peculiares. O filme começa com um plano muito conhecido de Juan Miranda ( Rod Steiger) a urinar sobre formigas. Miranda aparenta ser um simples mendigo, mas passado pouco tempo descobre-se que afinal é um ladrão, líder de uma quadrilha, da qual fazem parte os seus filhos e o seu pai.

 

Depois de um assalto bem sucedido e enquanto o bando de Miranda se encontra a gozar os despojos no deserto mexicano, explosões começam a rebentar com montes perto de onde eles estão. Ao irem investigar dão de caras com um estranho que passa por eles de mota. Miranda dispara sobre a roda da mota, o que leva o estranho a desmontar, dirigir-se a uma carruagem roubada pelos ladrões e manda um explosivo para lá. Os ladrões ficam espantados e ameaçam o estranho, mas este está recheado de explosivos, o que faz com que não possam disparar sobre ele.

 

Miranda vê neste estranho uma mais valia e tenta convence-lo a roubar um banco com ele. Com o tempo Miranda vai conhecendo o estranho, de nome John H. Mallory, e descobre que este é um terrorista irlandês do Ira, procurado pelos britânicos.

Estes dois homens vão iniciar uma jornada que os liga numa enorme e estranha amizade ambientada na revolução mexicana.

 

Giù la testa é um excelente filme. Com uma primeira parte mais leve e com algumas partes cómicas e uma segunda parte mais negra,l este é um filme que recomento tanto a fãs do trabalho de Leone como a não-fãs.

8/10

 

 

 

 

 



 

 

 

publicado por Luís Costa às 12:22

2 comentários:
E o Rod Steiger esta hilariante!
luis a 17 de Agosto de 2008 às 17:11

Sem dúvida o Rod Steiger leva os pontos para casa neste filme.
Apesar de tudo, não considero este um filme ao nível do Leone que me habituei. Creio que as incursões revolucionárias de Corbucci e Damiano foram mais conseguidas.
Pedro Pereira a 20 de Dezembro de 2009 às 22:34

pesquisar neste blog
 
arquivos
tags

todas as tags

mais sobre mim