24
Nov 08
Nota: Crítica publicada no Red Carpet. Revista
 
Cinquenta. Este é o número de anos que separa o primeiro filme de Sidney Lumet do último. Em 1957 Lumet estreava-se na cadeira de realizador e logo com uma obra de extrema qualidade, Doze Homens em Fúria. Em 2007, muitos filmes (e galardões) depois da estreia, Lumet mostra-nos que, apesar dos seus mais de oitenta anos, ainda tem muito a oferecer ao cinema.

Antes que o Diabo Saiba que Morreste é mais que um simples filme sobre um assalto, é um excelente drama que nos coloca a pensar sobre as consequências dos nossos actos e sobre como por vezes certos acontecimentos, que parecem controlados, adquirem contornos infernais.

Andy (Philip Seymour Hoffman) e Hank (Ethan Hawke) são dois irmãos muito diferentes mas que têm um problema em comum: falta de dinheiro. Os motivos para esta falta de dinheiro são bem distintos, Andy é alguém que se encontra bem na vida, com um bom trabalho e casa, mas tem problemas com drogas, Hank vive na miséria e nem dinheiro para pagar um bilhete de teatro à filha tem. Estas circunstâncias levam Andy a arquitectar um assalto que, segundo ele, é perfeito e a incitar o irmão a executar o roubo. Inicialmente Hank é algo reticente mas acaba por aceitar a proposta. Alguns dias depois o assalto acaba por realizar-se com consequências trágicas nas vidas dos seus autores e não só.

Existem muitas coisas a admirar neste filme mas vou começar pelo excelente desempenho de Philip Seymour Hoffman. A sua personagem é a mais complexa do elenco e ele consegue estar à sua altura, como tão bem nos tem habituado. Estes papéis, onde existe uma dualidade moral, parecem ser feitos para Hoffman. Albert Finney (pai dos irmãos) também está muito bem e é responsável por um dos momentos de maior intensidade dramática do filme.

Sidney Lumet faz um excelente trabalho neste filme. A história é boa mas a forma como é contada ainda a torna melhor e mais interessante. Em vez de fazer algo linear, Lumet decidiu não respeitar uma linha de tempo. O filme vai para trás e para a frente e até repete a mesma cena algumas vezes, mas filmada do ponto de vista de personagens diferentes. Este método não é inovador, já foi feito em bastantes filmes, mas é interessante de ver pois acentua o objectivo do filme, que é fazer-nos ver as diferentes razões por trás das acções de cada pessoa.

Antes que o Diabo Saiba que Morreste é assim mais uma obra de grande qualidade a figurar entre os melhores de Lumet como, o já mencionado, Doze Homens em Fúria ou Um Dia de Cão, Escândalo na Televisão, Serpico e O Veredicto. Só é pena que tenhamos que esperar quase tanto tempo para ver em Portugal um filme que estreou nos Estados Unidos há um ano atrás.
 
publicado por Luís Costa às 13:59

pesquisar neste blog
 
arquivos
tags

todas as tags

mais sobre mim